Connect with us

Economia

Economia ficou estagnada do 2º para 3º trimestre desse ano, diz FGV

Published

on

Corpo da menina Eloah será enterrado nesta segunda-feira

A economia brasileira ficou estagnada na passagem do segundo para o terceiro trimestre deste ano. A estimativa, divulgada nesta terça-feira (21), é do Monitor do PIB da Fundação Getúlio Vargas. O indicador aponta uma prévia do Produto Interno Bruto, o conjunto de todos os bens e serviços produzidos no país.

Em relação ao mesmo trimestre de 2022, houve um crescimento de 1,8% na economia. Já na comparação entre o mês de setembro e agosto de 2023, houve retração de 0,6%.

Um dos elementos utilizados para se calcular o PIB, o consumo das famílias cresceu 2,5% no terceiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2022. De acordo com a FGV, embora esta contribuição seja positiva, é significativamente menor do que foi em 2022, quando havia um ambiente de recuperação do setor de serviços no pós-pandemia e “forte estímulo fiscal”, ou seja, incentivos do governo para o consumo.

Outro fator que explica a estagnação no trimestre é a formação bruta de capital fixo – indicador que reflete o nível de investimento, como aquisição de máquinas e equipamentos, que teve retração de 5,3% em relação ao terceiro trimestre de 2022.

A exportação de bens e serviços cresceu 10,6% no terceiro trimestre, empurrada pelas vendas ao exterior de produtos agropecuários e da extração mineral. Já a importação de bens e serviços reduziu 7% no terceiro trimestre. Em valor corrente, a FGV estima o PIB brasileiro em R$ 8 trilhões.

Com informações da Agência Brasil.

As informações e opiniões são de responsabilidade da Agência Brasil – EBC.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Receita Federal: União arrecada R$ 280 bilhões em janeiro

Published

on

Corpo da menina Eloah será enterrado nesta segunda-feira

A arrecadação da União passou de R$ 280,5 bilhões em janeiro deste ano.

Isso representa um crescimento de 6,67% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Receita Federal.

E o resultado é o melhor já registrado para todos os meses de janeiro desde 1995, início da série histórica.

Uma das principais justificativas foi o desempenho da atividade econômica.

Apesar da produção industrial e das vendas de serviços registrarem, cada uma delas, queda de 2%, a massa salarial teve crescimento, foi o que destacou o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, Claudemir Malaquias.

O resultado da arrecadação de janeiro contou também com receitas não recorrentes, ou seja, que não acontecem em todos os meses do ano. Entre elas, os ajustes no Imposto de Renda e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido de empresas que podem ser feitos nos primeiros três meses do ano. E a 2ª parcela da tributação dos fundos exclusivos, conforme lei sancionada em dezembro do ano passado, como explica Claudemir Malaquias.

Por outro lado, em janeiro, a redução de alíquotas do PIS/Cofins sobre combustíveis resultou em uma desoneração de R$ 2 bilhões; no mesmo período do ano passado havia sido de R$ 3,75 bilhões.

Segundo a Receita Federal, sem considerar os fatores não recorrentes, haveria um crescimento real de 4,27% na arrecadação de janeiro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado.

As informações e opiniões são de responsabilidade da Agência Brasil – EBC.

Continue Reading

Economia

Receita abre consulta a lote residual de restituição do IR

Published

on

Corpo da menina Eloah será enterrado nesta segunda-feira

Receita Federal abre consulta para mais um lote residual referente a declaração 2023, enquanto o INSS liberou o informe de rendimentos para a Declaração deste ano. 

Neste lote residual de restituição do Imposto de Renda do mês de fevereiro, o crédito bancário de mais de R$ 304 milhões, será disponibilizado no próximo dia 29 de fevereiro para pouco mais de 208 mil contribuintes, entre prioritários e não prioritários. Os lotes residuais são de contribuintes que caíram na malha fina e regularizaram as pendências com o Fisco.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita no endereço gov.br/receitafederal e clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “Consultar a Restituição”. Também é possível fazer a consulta no aplicativo da Receita Federal.  Caso o contribuinte não esteja na lista, deverá entrar no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte, o E-CAC, tirar o extrato da declaração e se houver pendência, enviar a declaração retificadora. 

Já em relação à Declaração do Imposto de Renda deste ano, o INSS acaba de liberar o informe de rendimentos para aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios do Instituto Nacional do Seguro Social . O documento está disponível tanto no site,  meuinss.gov.br , quanto pelo aplicativo Meu Inss , ou ainda pela rede bancária em que o benefício é recebido. 

O prazo para declaração de Imposto de Renda 2024, ano-base 2023, começará no dia 15 de março e vai até o dia 31 de maio.  

 

As informações e opiniões são de responsabilidade da Agência Brasil – EBC.

Continue Reading

Economia

Mercado eleva para 1,68% projeção de expansão da economia este ano

Published

on

Corpo da menina Eloah será enterrado nesta segunda-feira

A previsão para o crescimento da economia, neste ano, subiu; e, para inflação, voltou a cair. Isso é o que revela o Boletim Focus, levantamento feito por economistas e analistas de mercado financeiro, divulgado nesta quinta-feira (22) pelo Banco Central.

A expectativa é que o PIB, Produto Interno Bruto, índice que mede o tamanho da economia, cresça 1,68%. Um avanço em relação a previsão anterior, que era 1,60% e que durou por várias semanas.

Para a inflação, os especialistas consultados esperam que feche o ano a 3,81%. Um pouco menos que na semana passada, quando era 3,82%.

Outro índice que movimentou foi o dólar. Agora, a expectativa é que feche o ano valendo R$ 4,93.

Para a taxa Selic, que serve de base para os juros cobrados pelas instituições financeiras no país, segue a previsão de chegar em 9% ao ano no fim de 2024.

A única alteração nas previsões para 2025 foi uma leve alta para 3,52% na inflação.

O Boletim Focus estava previsto para terça-feira passada, mas foi adiado para esta quinta-feira por causa da paralisação dos servidores do Banco Central.

As informações e opiniões são de responsabilidade da Agência Brasil – EBC.

Continue Reading

⚡EM ALTA