Connect with us

Famosos

Na Record, Rachel Sheherazade faz suposta referência ao seu passado no SBT

Published

on

Na Record, Rachel Sheherazade faz suposta referência ao seu passado no SBT
(Créditos: Divulgação)

Na noite da última quinta-feira (25), durante a transmissão do programa “A Grande Conquista” na Record, a apresentadora Rachel Sheherazade fez um comentário que gerou repercussão entre os internautas, sendo interpretado como uma indireta ao seu antigo emprego no SBT. Ao anunciar que daria notícias “boas e ruins” para os participantes do reality, Sheherazade fez uma expressão facial de desagrado ao mencionar: “Isso até me lembra do meu antigo emprego”.

A jornalista, que recentemente assumiu a apresentação de “A Grande Conquista” após ser eliminada de “A Fazenda 15” em meio a uma controvérsia envolvendo acusações de agressão. Não citou diretamente a emissora de Silvio Santos, mas sua fala foi entendida pelos espectadores como uma referência ao período em que foi âncora do “SBT Brasil”.

Sheherazade já havia demonstrado descontentamento com sua passagem pelo SBT, criticando o jornalismo da emissora e lamentando a falta de oportunidades para explorar outros talentos. Em entrevista ao Flow Podcast, a jornalista afirmou: “Eu queria que vislumbrassem em mim que existem outros talentos a serem explorados, desenvolvidos. E as pessoas não viam isso em mim. Não queriam apostar”.

Além disso, Rachel Sheherazade moveu uma ação trabalhista contra o SBT, alegando fraude na contratação como pessoa jurídica em vez de regime CLT. A disputa chegou ao STF. Onde o ministro Alexandre de Moraes derrubou uma decisão que obrigava o canal a pagar R$ 8 milhões à jornalista.

O comentário de Sheherazade durante o programa da Record reacendeu a especulação sobre sua relação conturbada com o SBT e provocou debates nas redes sociais sobre os bastidores da televisão brasileira.

Advertisement

Rachel Sheherazade perde ação trabalhista

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), anulou a ação trabalhista que Rachel Sheherazade havia movido contra o SBT. A emissora tinha sido condenada pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho). A pagar uma quantia de R$ 8 milhões devido a uma suposta fraude na contratação da jornalista, que foi realizada como PJ (Pessoa Jurídica) em vez de CLT.

Rachel Sheherazade, demitida em 2020, também acusava o SBT de assédio e censura. Com a decisão de Moraes, todas as condenações foram anuladas, como informado em primeira mão pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. Na sua decisão, Moraes declarou. “Julgo procedente o pedido de forma que seja cassada a sentença impugnada e, desde logo. Julgo improcedente a ação trabalhista em trâmite no Tribunal Superior do Trabalho”.

Com a vitória do SBT, Rachel Sheherazade também não receberá a indenização de R$ 500 mil por danos morais que estava pleiteando contra Silvio Santos. O apresentador alegou que ela foi contratada “apenas para ler notícias e não para dar sua opinião” durante o Troféu Imprensa de 2017.

Comente com seu Facebook:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *